Sincronautas Cruzam com Sucesso a Ponte do Tempo

Kins planetários de diversos países participaram do seminário retiro interativo Cruzando a Ponte do Tempo, realizado pelo Instituto de Estudos e Pesquisas da Lei do Tempo, em Canela (RS), na Bioregião do Caminhante do Céu, durante toda a Onda Encantada do Dragão, dias 1 a 13 da Lua Planetária do anel Lua Solar ( 4 a16 de abril/ 2015).

A experiência sob a coordenação da Rainha Vermelha, Stephanie South, concentrou ensinamentos e medicina galáctica aplicados à memória de outros mundos com registros no inconsciente coletivo.
A Rainha Vermelha iniciou o seminário lembrando as ocorrências dos eclipses lunares e solar e suas configurações na Ordem Sincrônica. Ressaltou que a travessia da ponte do tempo nos 13 dias do evento, marca uma espécie de “terma” para os participantes, onde cada um tem um dom, um tesouro ou uma chave para relembrar.
A Rainha Vermelha esclareceu que o significado dos termas é que cada membro da tribo galáctica tenha poder e promova sua viagem interior.

Estrela Galáctica, a Oitava da Arte.
O Seminário teve momentos de destaque como o dia aberto ao público, no kin 8 da Estrela Galáctica, quando a Rainha Vermelha e o grupo do seminário recepcionaram kins visitantes, entre eles o kin Humano Harmônico Amarelo, Vandir Natal Casagrande, pioneiro na coordenação do Movimento do Sincronário da Paz na América Latina.

Várias pessoas compareceram para ouvir Stephanie South sobre a abertura dos portais estelares através da Arte e da Imaginação.

O público assistiu e interagiu com o teatro ao ar livre, expressando os arquétipos dos 20 selos solares. A ideia serviu também para promover a cultura galáctica.

Gratidão Eterna a Valum Votan
O Kin 11, Macaco Espectral Azul, foi especialmente dedicado a Valum Votan/ José Arguelles, o Encerrador do Ciclo.
Ocasião em que a Rainha Vermelha e os kins que participaram dos 49 dias do Seminário Magos da Terra, em Picarquim, Chile (1999), compartilharam momentos marcantes, curiosos, engraçados e intensos, que tiveram Valum Votan como protagonista. A saudade invadiu a memória e o ambiente se encheu de gratidão.
Vários códigos foram identificados pela Rainha Vermelha e relacionados à missão de Valum Votan durante todo o evento.

Entre os ensinamentos do mestre galáctico, uma mensagem que é a base da transposição entre o mundo externo e a jornada interior: Meditação! Conheçam a si mesmos. “Os códigos não significam nada se não conseguimos ser pessoas melhores. Começar por ser a Paz. Valum Votan tinha 16 anos de treinamento em meditação budista tibetana antes de receber os códigos e trabalhar com eles. Quando desenvolver uma mente que possa penetrar essa realidade, então os códigos trarão outra experiência e consciência”, disse a Rainha Vermelha.

Cerimônia do Cacau no Giro Galáctico
O giro galáctico, fractal de todo o anel da Lua Solar Vermelha, kin 9, teve o ensinamento da Consciência Solar. “É o sol que está evoluindo nossas consciências através dos chacras”, disse Stephanie South. Ela conduziu a uma visão mais ampla sobre o significado da roda do ano com os equinócios, solstícios e o dia fora do tempo, e de como as comemorações desses ciclos naturais se transformaram em festivais da matriz artificial.
O dia foi abençoado com a Cerimônia do Cacau. A bebida amorosamente oferecida pelo Gustavo Ik do México, teve seu preparo sagrado como tradicionalmente era feito pelos Astecas. A cerimônia elevou as sinapses cerebrais a uma condição sutil contemplativa e introspectiva e transformou a celebração numa expansão de consciência graduada em níveis individuais.

Cada Dia uma dádiva
A travessia da ponte do tempo teve uma programação diária iniciada com meditação ainda sob a luz das estrelas. Na sequência, uma alternância de mestres de yoga alinhava a postura do corpo físico. Experiência comunitária no giro das famílias terrestres organizou os assuntos domésticos, enquanto a sincronização dos códigos do tempo natural era o foco de estudo, Arte, Cultura, Beleza e Alegria.
O compartilhamento de saberes também orientou a sincronicidade e sinergia entre os kins. Aulas de U-Ching Galáctico, dança, synchronotron e origami. Tipi com fogueira afastou o frio e acolheu a holonomia; tenda galáctica e cantoria 13:20 animaram o grupo no propósito do Nascimento. Culinária vegetariana com tempero cromático e o espetáculo da Natureza oferecendo seu amor em todos os elementos, água, terra, fogo, ar e éter, alimentaram a dádiva a cada kin.

Os 13 passos da Travessia da Ponte do Tempo
O Seminário Retiro Interativo teve um propósito estabelecido pelo ritmo das conferências e temas abordados pela Rainha Vermelha. Todo o conteúdo é importante para compreensão do Novo Raio e seus desdobramentos; arquitetura interdimensional e aterrissagem da missão GM108X, que também descrevem o caminho para cruzar a ponte do tempo.
A linhagem GM108X é a força unificadora, uma linhagem mental que unifica e sincroniza tudo, respeitando todas as religiões. Nada está excluído para que possa integrar os sistemas de crenças dos outros. É um arco-íris que considera todas as tradições.
Stephanie South explica que estamos em um novo Sistema Solar, mais interativo, e que o exercício de conectar os circuitos do Telektonon no cérebro, é entender que os planetas são aspectos da nossa consciência. A seguir alguns dos principais ensinamentos dos 13 dias da Onda Encantada do Dragão.
Kin 1: Origem da Lei do Tempo/Contexto do Novo Raio.
A chave é a intenção para o próximo giro galáctico iniciado no dia 1 da lua planetária com o dragão magnético. Tudo está mudando e o contexto esperado para 2012 está obsoleto. O novo contexto proposto é o poder de unificar energias, reconhecer o que temos feito como Educação para o Novo Tempo e estabelecer novas maneiras de comunicar esse conhecimento, dissolvendo as múltiplas crises de consciência, onde a medicina galáctica possa ser aplicada.
Estamos diante de um rearranjo cósmico e “nascendo a nós mesmos”. É um tempo precioso que vai gerar cura e transformação.
Kin 2 : transcendendo a Dualidade : Novo diálogo Galáctico
Polaridade, sem ela não teríamos atração. Tudo tem cargas negativas e positivas, sublimadoras e ativadoras. Há polaridades na Natureza com suas cores e estações. Mas dualidade é diferente, especialmente quando observada no mundo da terceira dimensão.
O objetivo da vida humana é transcender a dualidade, sentir como somos capazes de nos manter sem julgamentos, o que não quer dizer sem discernimento. O entendimento de que tudo tem que ser do jeito que é em todas as permutações possíveis, não quer dizer que concordamos com guerras e violência. Quer dizer que sabemos que podemos dissolver (situações) externamente, assim que mudamos internamente.
Stephanie South também fez uma analogia utilizando a figura do coelho da Páscoa. Ela explicou que o coelho é um símbolo e um código de renascimento e que da mesma forma, estamos decodificando um novo mundo que ainda não é totalmente percebido. Ela citou os números códigos relacionados ao momento do evento e descreveu as energias que estão sendo movimentadas pelo Novo Raio galáctico, quando surge a necessidade do equilíbrio entre as polaridades.

Kin 3: Universo Elétrico e Ciência Cósmica
Revisar nossos três corpos para sentir o que estamos vibrando é um necessário exercício recomendado pelos yogis citados pela Rainha Vermelha. Em suas conferências, falou da qualidade e características das 5ª e 6ª dimensões, definindo a existência humana na terceira dimensão como uma projeção holográfica, um microcosmos, que pode se conectar às outras dimensões através dos chacras, informados pela Matriz Radial do Tempo.
Ela usou um filme em DVD como exemplo: “Somos um microcosmo projetado de outra dimensão que aparenta ser sólido. Queremos relembrar o projetor que está projetando essas imagens. Essa é uma forma fácil de entender que passado, presente e futuro estão todos aqui no DVD, apesar de só uma parte do filme estar sendo vista. A Matriz Radial é como um DVD em ação projetado por um raio, que pode ser visto pelo terceiro olho, com os fios de luz conectando tudo. Tudo o que fazemos afeta a tudo. Estamos indo ao nível pentadimensional, não condenamos a tecnologia, mas vista do futuro as máquinas são ultrapassadas e desnecessárias. Nossa família estelar não necessita de máquinas”.
Em 1969 o engenheiro colombiano Enrique Castillo Rincon recebeu o texto da Ciência Cósmica, o original tinha 57 páginas e era a semente do conhecimento que ainda precisa ser totalmente entendido.
A Ciência Cósmica descreve 5 níveis de evolução dos seres. O terceiro nível é quando o humano começa a pensar. A maioria está experimentando pelos sentidos e acredita que a 3ª dimensão é tudo que existe. É parte do programa artificial.
O nível seguinte é aprender sobre a Lei do Tempo, onde as seis esferas mentais foram ativadas como parte do DNA do tempo que está sendo acelerado. É o suporte para estabelecer os fios da rede 13:20 que tem efeito grandioso mesmo para a mente 3d.
Estamos sendo injetados por um novo sistema operativo, dissolvendo as velhas formas. Somos um sistema com campos eletrônicos de força e as emoções estão relacionadas com isso, muitas vezes estagnadas nos chacras. A missão é a cura emocional e encontrar maneiras simples de explicar isso para as outras pessoas.
A eletricidade é como um fluido quente, é uma sensação, e todos os pensamentos afetam a Noosfera.

Kin 4: Definindo a Jornada Mítica. Telektonon e Hunab Ku 21.
Com o DNA acelerando Quem Somos começa a entrar em jogo, estar consciente disso é como o 4, o poder da forma. Chave para as direções Norte, Sul, Leste e Oeste; 4 fases da Lua. A Terra é considerada como um 4 e assim como temos 4 extremidades, temos 4 dimensões do tempo externo e os hemisférios, fluxo azul e vermelho, masculino e feminino.
O propósito claro do Synchronotron é ativar o corpo caloso para que os hemisférios equilibrem-se. Estamos sendo resetados. O programa-mestre tem a intenção de curar e religar nossos circuitos, temos o poder de localizar tudo no corpo, junto com o poder de cura das mãos.
Com a tecnologia telepática temos como trabalhar nas malhas eletrônicas do planeta e com nós mesmos. Precisamos relembrar como ativar nossos sistemas eletrônicos porque somos a Terra.
Há seis tipos de eletricidade cósmica fluindo como transmissores da telepatia. Eles se combinam para criar diferentes linhas de força e os plasmas radiais; essa eletricidade pode ser ativada e é a base de todo o sistema Hunab Ku 21 como segunda versão do Encantamento do Sonho e Telektonon. Começamos com 4 portas da Luz Exterior (Dragão, Vento, Noite, Semente), são arquétipos primários. Cada um desses arquétipos é uma faceta do nosso Ser, a Quinta Força de cada um desses conjuntos forma as côrtes.

Kin 5: Cura de Maldek/Feminino e Masculino Divinos.
A primeira transmissão que a Rainha Vermelha teve baseada em Maldek, fala da recordação de um conhecimento esquecido.
A primeira destruição criando fragmentação e a malha de distorção do tempo. Ela falou de uma pressão do que supõe que temos que lembrar, e disse que somente podemos curar se retornarmos às raízes das estrelas. São pressões planetárias em jogo, que vêm da guerra nos céus. Maldek contém o acorde perdido, o paraíso. As memórias do paraíso original e harmonia completa entre masculino e feminino.
A distorção de nossa força vital reflete em ódio, violência e baixas emoções, tudo originado na destruição de Maldek. Os problemas de Masculino e Feminino podem ser associados a esse planeta.
A cura e a dissolução desse conflito começam em nossos seres andróginos. Simbolicamente, Valum Votan representa a ativação do conhecimento (Lei do Tempo) e a Rainha Vermelha representa o povo realizado com esse conhecimento.
A transmissão entre masculino e feminino é o conhecimento que possa ser dado a todo mundo. Cada um lembrando sua própria codificação.
“Temos que chegar inteiros e autênticos e nos permitir sermos nós mesmos”. Stephanie cita a indústria cinematográfica de Hollywood como um símbolo de Maldek. “Com o culto às celebridades estão operando na formação da realidade 12:60. Imagens, filmes formam as relações masculinas e femininas. É o que programa as gerações. Por isso esse caminho é a redenção, porque difere dessa simbologia e digo que temos que introduzir novas histórias.
Somos uma nave de tempo codificada para despertar no tempo. Temos que confiar no tempo divino. Nosso corpo sensorial foi confundido e estamos tentando decifrá-lo em cada um dos 5 sentidos, em 5 dimensões do tempo. Quando conseguirmos elevar, entramos na percepção pentadimensional, o som da Criação Cósmica (5)”.

Kin 6: Cura de Marte/Desarmando-nos através das 6 Esferas Mentais
“O Hólon de Marte está associado ao Japão, carma marciano. Marte o deus da guerra. É uma chave muito poderosa da guerra nos céus. George Lucas, enlaçador de mundos solar, teve a ideia de produzir Star Wars através de Joseph Campbell que desenvolveu um trabalho com mitologias e concluiu que há uma história que vamos repetindo como a jornada do herói. Sabemos que tudo é um código. Campbell foi influenciado por Carl Gustav Jung que editou o primeiro trabalho sobre sincronicidade e a ideia do inconsciente coletivo. Jung também trouxe os arquétipos. O filme Star Wars modelou a mente com os Jedis e a batalha do bem contra o mal, uma batalha arquetípica.
Dessa vez queremos mudar o roteiro e construir outro arquétipo”. A Rainha Vermelha propôs a criação de um novo mito para depois que a guerra nos céus acabar. Quando tudo se tornar paz, qual o novo mito para a Cultura Galáctica, após a redenção do medo da morte?
“Quais as histórias que vamos contar? Já morremos muitas vezes e é interessante notar como a bomba atômica liberou essa vibração; todas essas estruturas vibratórias estão muito sincronizadas. Palavras, pensamentos que alcançam todo o Universo. Nós estamos afetando todo o aspecto eletromagnético do planeta. Cada coisa que dizemos e pensamos a outros e a nós mesmos, no momento da morte, toda gravação rapidamente nos faz sentir o que fizemos a outra pessoa. Cada um de nós é um instrumento, queremos harmonizar com o Universo”, disse Sthephanie.
As vibrações de Marte relembram o poder de nossa própria vibração. Foram baixas vibrações que explodiram Maldek.
Estamos sendo atualizados com novo sistema de 6ª dimensão que nos mostra como chegar a uma operação 6d. As esferas mentais são como um aparelho que nos liga a dimensões superiores e a nova psicologia cósmica. O Ordenamento Galáctico Dinâmico (GOD/DEUS em inglês) é aquele que está alimentando todos os nossos seres. Se emitimos algo elevado, recebemos elevadas vibrações. Essa é a cura de Marte; todos temos acesso à fonte e queremos fazer novas perguntas, criar novas palavras. Estamos ligados à fonte de onde se origina a Ordem Sincrônica.

Kin 7: Universo de Plasma, DNA e 7 chacras.
Ponto médio dos universos espelhos, esses 13 dias são um processo iniciático, que nos sacode um pouco, pelas velhas dissonâncias. Reconhecer todas as nossas partes e manter a terceira dimensão em equilíbrio; somos microcosmos e parte do que acontece no mundo, estamos formando uma bateria para a nova forma em que estamos nos transformando. Através desse processo estamos definindo os níveis do Novo Humano pentadimensional.
Se pudéssemos ver a nós mesmos e observar com compaixão, ajudará também a outros, estudando as diferentes energias que aparecem, como um cientista em um laboratório. Nosso trabalho será amplificado através dos outros para pôr tudo no lugar.
Cada um de nós tem um corpo em 5ª dimensão, a estrutura do Super Humano, o corpo eletrônico puro e claro.
Um bom exercício para limpar os chacras é visualizá-los como esferas de luz. Nossos chacra são como Kinich Ahau que também tem um sistema de chacras. Do sol provém os Plasmas Radiais, recebemos os impulsos pelos chacras, por isso é importante mantê-los limpos. Eles vêm como cores do arco-íris.
Plasmas são unidades de informação telepática, com eles podemos ler todo o Cosmos, afetam a realidade dissonante e o DNA com novas frequências. O DNA está regenerando e ativando novas frequências e cria em nós um monte de sentimentos, por isso temos que ter compaixão por nós mesmos, porque temos a habilidade para resolvê-los.
Temos que criar um campo de força interativo com os 7 chacras. A ponte do arco-íris já existe, só precisamos estar numa vibração suficientemente elevada para que ela se manifeste na terceira dimensão.

Kin 8: Abrindo Portais Estelares através da Arte e Imaginação.
O mesmo centro está mudando (o tetraedro de cristal no centro da Terra). 2013 o novo raio galáctico é a nova informação enviada pelo sol aos nossos chacras. É a cura solar superior que limpa o corpo emocional e purifica o corpo físico. Com o DNA ativado, se continuarmos a abrir o coração, podemos sentir essas novas vibrações desde a 3ª até a 5ª dimensão. O que isso significa?
Significa um estado onde estamos sendo completamente limpos, mas só no agora podemos acessar todas as outras dimensões. Estamos sendo chamados por razões específicas e cada um de nós percebe de forma diferente. Isso aplica-se a todos os aspectos de nossa vida que estão sendo influenciados pelos códigos.
A Rainha Vermelha informa que a pergunta que aparece em primeiro lugar no Google é: Qual é o significado da vida?
Cada um de nós é um código e química. Quando estamos juntos podemos abrir portais com Arte e Imaginação. Podemos transformar oceanos (referindo-se à poluição das águas), limpar o planeta limpando nossas emoções.
Cada um de nós nasceu com uma contradição interna, uma luta para vencer. São os mesmos sentimentos que podemos transcender. Quando perceberem que tudo é possível, aí está a malha 13:20. A quinta dimensão do corpo eletrônico, quando nos elevamos a ela, não caímos mais no esquecimento. Estamos evoluindo à consciência completa e para acessar essa realidade é preciso deixar que os velhos hábitos dissolvam.

Kin 9 : Adentrando o Sol Central/Jornada de 9 Dimensões do Tempo
“Hoje dia de consciência solar. É o sol que está evoluindo nossas consciências. As manchas solares são seres de consciência que habitam a estrela, os mayas as chamavam ahau kins. As manchas são sua vibração, parte de um programa de tempo que chega de outras fontes estelares.
Dia do Giro Galáctico. Temos os solstícios no natal e os equinócios na páscoa, a roda do ano pontualiza o 9 porque temos o dia fora do tempo no centro. Nesse ciclo o princípio do ano chamava-se Festival da Luz, a celebração desse dia era o rito absoluto do Masculino com o Feminino que criava a nova concepção.
Essa mitologia está relacionada ao sol. No solstício onde a semente é plantada e o retorno do sol. Muitos desses pontos naturais se transformaram em festivais como Halloween, a matriz artificial tem sido imposta sobre os ciclos naturais.
Temos os equinócios e podemos sentir as celebrações que implicam na Primavera, cerimônias de dança e amor. Equinócio de Verão quando o sol alcança seu clímax e a completude dessa nova luz com o sol se retirando. Chegamos ao Equinócio de Outono quando a paisagem se transforma. O sol velho sai e é tempo de introspecção e reflexão.
Dia Fora do Tempo celebra a consciência solar. Esses 8 pontos (que definem as mudanças das estações) sustentam e ordenam nosso planeta. E é tudo acerca do sol. O retorno e a retirada do sol são o 9. Os 9 Bolontiku, os senhores do tempo.
Estudar esses ciclos dentro de nós mesmos são pontos de sincronicidade e magia oculta. São padrões ocultos sustentadores de linhas eletrônicas dentro da Terra e do nosso corpo.
No Synchronotron as 9 dimensões do tempo são como um “telefone” com múltiplas aplicações, dependendo do que querem aplicar podem ativar uma das 9 dimensões.

Kin 10: Ciência do Coração e Geomancia Planetária
O que é o amor? É um estado de “dar”, a cura de todo o planeta. O amor é como um lubrificante que faz tudo fluir melhor, nada é difícil, é um romance divino com o Criador. Temos que tentar entender e amplificar o amor. Ele faz sentir –se leve, fluido, líquido, cálido e é a força mais poderosa por trás de todos os elementos. O fluxo é a água do amor, o Ar e a Terra cheios de amor, estamos vivendo em amor. Quando falamos, queremos purificar nossos cinco sentidos, queremos utilizá-los para emitir e receber amor. Ativando o terceiro olho podemos abrir nossa “televisão” e perceber pelos nossos sentidos as qualidades da vibração do amor por trás de tudo.
A Rainha Vermelha conduziu uma cerimônia de cura, canalizando vibrações superiores, onde cada um dos participantes foi levado a sentar-se no lugar dela e pedir por uma cura específica, enquanto o kin poder de guia ou oculto, ancorava o apoio, massageando os pés da pessoa com essências. “Nós te honramos, nós te respeitamos, nós te amamos”, era a frase que todos ouviam ao receber o fluxo energético com a declaração coletiva de amor.

Kin 11: A Vida e o Trabalho de Valum Votan: Lições de um Mestre Galáctico.
Dezenas de perguntas por escrito sobre a vida e o trabalho de Valum Votan foram encaminhadas à Rainha Vermelha, especialmente para serem respondidas nesse dia. Ela começa contando como era a disciplina de meditação e yoga em meio ao serviço planetário de alta performance que tornava cada dia, segundo ela mesma, “uma aventura”.
Por trás da descrição das práticas diárias de Valum Votan, que comumente começavam no meio da madrugada, estava a mensagem da meditação. “Viver a vida externa, mas ter uma jornada interior. Segundo Stephanie, as palavras estão muito carregadas e por trás delas temos que criar essa experiência interna, um chamado de volta para nossa essência. Estamos num campo telepático, nossas mentes fazem tudo muito complicado, mas é tudo medo do amor. Amor significa que estamos ouvindo uns aos outros.
Para exemplificar como a prática da meditação preparou Valum Votan para sua missão, a Rainha Vermelha disse que estamos aprendendo a casar nossos corações com nossas mentes. O coração é a mente, ao mesmo tempo em que exercita o mental, expandir o coração. Se não estamos modelando isso, quem vai fazê-lo?
Ela sugere que se não sabes ainda qual tua missão, ajude alguém, que a intenção sincera é respondida.
“Tudo que estamos fazendo é trabalhar com nós mesmos, tomando as obscuridades e transmutando-as; reclamamos do lixo, mas podemos devolvê-lo como obra de arte. Esses 13 dias são uma oportunidade…. nunca perca a apreciação e a gratidão”.
Ela citou uma frase do mestre galáctico: “ A essência da mente permeia todos os pensamentos simultaneamente.”
A observação dos pensamentos era um dos ensinamentos de Valum Votan e por duas razões:
1. Na mudança dimensional, o descenso da mente multidimensional, qualquer pensamento que estejas sustentando vai te qualificar para que possas experimentar. A quê estás segurando em tua mente?

2. Para tua morte, necessitas ter uma mente que seja capaz de se ver desnuda e imediata. Qualquer coisa ainda apegada, não examinada, inconsciente, será uma obstrução para experimentar a mudança dimensional pós-morte. Os apegos serão magnificados. É sábio enfrentar tuas ilusões para acordar a mente natural e ver a consciência não nascida.

Para quem estás fazendo essa prática?

A experiência da mente natural é para o Eu autêntico e para toda a humanidade. Enquanto praticas, vês que teu ego não existe realmente e os pensamentos são borbulhas no oceano universal. Tens que pensar nos que estão atrapalhados e sofrendo. Se tens visto a natureza da realidade e sabes que está vazia e cheia de luz e verdade. Na realidade a natureza da mente é paz, enquanto dissolvemos nossos limites mentais a compaixão surge naturalmente. Dedica essa prática para que todos os demais cheguem à mesma condição.

“O poder real vem de seguir teu sonho sem dúvidas, permanecer firme na missão sem olhar para os lados. Esse nível de concentração com leveza, para estar assim tão focalizado, tem que ser simples e leve na terceira dimensão. Valum Votan se referiu ao portal interdimensional como um código. Algumas coisas não dá para entender a menos que o tempo passe. É um programa de liberação no tempo. Tudo estava (em sua vida e ações) saturado de significado e simbologia. Sua perspectiva era todo abrangente, inclusive nas iniciações, mal entendidos e projeções de outros. Mas Valum Votan tinha um grande senso de humor e comentava: “como eles podem dizer isso de mim?” Sua performance foi impecável.”
Kin 12: Tornando-se um Humano Cristal através do Synchronotron
A utilidade prática do Synchronotron é elevar nossa consciência. A importância do Sincronário como raiz do Synchronotron considera a Lei do Tempo a quinta revolução da informação.
A 1ª aconteceu com os pictogramas e a revolução pré-histórica dos símbolos.
A 2ª o Alfabeto.
A 3ª A Imprensa, a mecanização da palavra, a industrialização da informação.
A 4ª Informática.
A 5ª A Lei do Tempo e códigos dos novos símbolos, a linguagem telepática. São códigos que significam a volta do poder biológico para o povo. Autonomia em vez de autoridade e o poder pessoal em vez de seguir a outros. O centro do synchronotron conecta ao centro biocristalino onde os hologramas são produzidos. Devemos articulá-los de forma diferente porque são indizíveis.
Nós somos o planeta. Nossa mente é a mente planetária. Synchronotron é um sistema para ler entre outras galáxias, o sistema da Nova 7. Os números do synchronotron são a estrutura básica. O sistema do Perceptor Holomental está relacionado com eletricidade e tem 80 unidades. O DNA é energia e só quando chega à forma biológica toma forma de dupla hélice, é mutável e permutável. Não é fixo. Entrou em curto circuito por causa da mecanização (tecnosfera). Se estamos usando 3% do cérebro, quem está usando o restante? Como ativamos a capacidade total? O DNA conectado com todo o Cosmos é energia genética com ramais diferentes de fora da biologia. O terceiro circuito contém os 64 códons do DNA, de 1997 até 2013, pelo ciclo dos 16 anos, a ativação dos 64 códons já tem efeito depositado no 3º circuito. Para elevação do sistema operacional podemos repetir a ativação com o UChing galáctico.
A Rainha Vermelha procedeu à ativação de 64 códons do DNA provenientes da sequência dos 16 anos da cubagem dos códons. Ela acrescentou que a ativação completa do DNA com suas 12 hélices ocorrerá no anel Semente Cristal, sincronicamente poder de guia do Humano Cristal Amarelo no kin 12 da onda encantada do cruzamento da Ponte do Tempo.

Kin 13: Explorando o Espaço: Telepatia, Viagem no Tempo e Teletransporte.
Somos viajantes no tempo e há mundos paralelos.
Existe uma relação entre a tumba de Pacal Votan e o terma dos tesouros escondidos que cada um descobre.
A viagem no tempo, a premissa do Encantamento do Sonho, foi apresentada aos viajantes no tempo e esses códigos são para ativar as capacidades normais. Toda tecnologia primeiro vem de nossas mentes.
Hoje vemos carros com nomes de astros, e tudo é um código que está sendo encoberto, temos esses códigos para uma viagem mais profunda.
A viagem astral pode começar pelo básico, trata-se de saturar a ti mesmo. Pode ser feito com diferentes estrelas ou voltar a algum ponto do passado, de quando era menino, e levar tua consciência presente para lá. Lembrar todos os sentidos, começar a viajar de volta a alguns pontos de nossa vida. Estamos aprendendo a viajar para frente e para trás em nossa vida. O espaço é mapeável. Podemos construir uma mandala com nossa vida, o pré-requisito é a mente limpa e habilidade para meditação.
Quando a mudança começa a acontecer é quando o ser muda de dimensões. Entre diretamente em outro tempo para ativar poderes adormecidos em nossa mente.
No ano da semente 12 com a ativação completa do DNA, teremos o cumprimento do retorno de OMA, a Matriz Original Atingida. É o espaço do Eu autêntico para encarnar um ser novo cristal com dupla terminação, uma chave, mas a chave é a mente limpa.
Depois de receber o equilíbrio da divina vontade e receptiva imaginação divina, o masculino atua para viajar no tempo.
Podemos concentrar e localizar áreas no hólon do planeta. Para viajar no tempo temos o mesmo modelo do átomo ressonante com os três planos, devemos entender tudo pela imaginação, se não, esses ensinamentos são palavras mortas.
Na viagem no tempo nunca vamos a lugar algum, as dimensões é que mudam e às vezes as experiências. É aprender a morrer enquanto estamos acordados. Nós somos os Ufos é só uma mudança de dimensão. Antes do corpo ir embora devemos trazer o máximo de luz e amor.
Nossa estrutura alquímica e biológica deposita nossas ações para serem gravadas no banco psi e definem nossa próxima vida.
O terma da Rainha Vermelha diz que os conhecimentos da viagem no tempo seriam revelados a todos os seres. Nós somos o retorno da gente de OMA. Todos somos simplesmente um código. Os arquétipos de Valum Votan e da Rainha Vermelha significam a reunião do masculino e feminino, uma relação além das palavras. A cura do masculino e feminino é a chave para transformar o mundo.

* Texto escrito por Ana Gardênia, Kin 114.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *